Relato da reunião da APROFFESP em 02 de fevereiro de 2013


 Estavam presentes Aldo Santos, José Carlos, Anísio, Djamila, Nayara, Diógenes, Chico Gretter, Marcos (Leste 1), Ivo e Hugo. 
1. Foi Entregue a implementação estatutária da APROFFESP.
2. Informes:
a. Hugo: Congresso de Filosofia da Libertação
i. Congresso Mundial de Filosofia
1. APROFFESP e APROFFIB Apoiam
b. Anísio: Ato em defesa de Dom Pedro Casaldáliga e do povo Xavante: 07/02 às 19h, almoço beneficente com população de rua 16/02. 
c. Djamila: organização do Sophia, semana de filosofia da UNIFESP (Guarulhos). Propõe que alguém da APROFFESP participe. Aprovado. Talvez estará no Congresso Mundial.
d. Chico Gretter: Caderno de filosofia editora escala. 
i. Ivo: fez avaliação do caderno e enviou 
e. Aldo: Editora Ideias e letras. Quer apresentar catálogo sobre material de filosofia. 
f. Hugo: Ensino Integral sem filosofia e sociologia. Aldo disse que o ensino técnico também não tem filosofia e sociologia. Aldo: marcar reunião com Palma. Além disso, APEOESP torne público todo o material do encontro que ocorreu no Anhembi é uma agressão à categoria.
g. Nayara: A filosofia e sociologia (e geografia) no Ensino Médio apenas uma aula, no noturno. Mas os alunos tem direito a ter no mínimo 2 aulas. Temos que ficar espertos com a reforma do Ensino médio, que está em implantação. Hugo: Querem acabar no ensino médio noturno, deixar só EJA.
h. Diógenes: O treinamento com os PCNPs, já está neste viés da reforma do ensino médio. Não é algo abstrato, mas que está em implantação.
i. Aldo Santos: 
i. Precisamos trabalhar o calendário da APROFFESP. Propõe que as reuniões regionais sejam no dia 08/03. Eleição das coordenações regionais no Estado. E seja discutida e/ou implantada a alteração estatutária. 
1. 17/05 A segunda
2. 16/08.
3. 18/10. 
ii. No dia da reunião do R.E. da APEOESP, trabalhar o abaixo assinado da filosofia no ensino fundamental, para entregarmos na reunião com o Palma. Que o Giannazi paute na TV Assembleia um programa para que debatamos o projeto da filosofia no ensino fundamental.
iii. Marcar uma reunião este mês da APROFFIB: Fazer o convite. Pauta: Encontro nacional da Filosofia da Libertação e organização nacional. 
j. José Carlos: divulgar e avisar o abaixo assinado da filosofia no ensino fundamental. 
k. Chico Gretter: Artigo do Ghiraldelli sobre reforma do ensino médio, parece coerente. 

3. Apresentações. 
4. Revista da APROFFESP: 
a. Aldo: na última reunião, decidimos marcar esta reunião. 
b. José Carlos: objetivo da revista: 
i. Não podemos ficar só no teórico. É necessário que possamos dividir os papeis para a revista. O empenho de se trazer algo construído para servir de proposta. O objetivo da revista: trouxe uma proposta, que é um caminho possível. 
c. Chico: Objetivo: Uma revista feita pelo e para os professores de filosofia, com espaço para publicação para trabalhos de alunos do ensino médio. Há muita produção de professores, que não são devidamente aproveitadas. A revista será um espaço para este melhor proveito de troca de experiências. Estamos no momento da didática. Uma maior inserção na mídia para alunos, inclusive. 
d. Hugo: a necessidade de um mínimo reconhecimento acadêmico ISSN.
e. Ivo: A importância de um espaço para este fim. 
f. Marcos: A importância do espaço para junção da didática com a teoria e aplicação em sala de aula. 
5. Nomes: 
a. Chico: Filosofia em ação. Argumentou sobre este nome. 
b. José: Filosofia laica. Argumentou em defesa.
c. Ivo: Pensar e transformar. 
d. Diógenes: Juntar o do Chico e do Ivo. 
e. Anísio: Defendeu filosofia e ação.
f. Marcos: é necessário um nome chamativo, que chame à atenção. 
g. Aldo: Sinalizou a possibilidade de: Filosofia em transformação. 
i. Chegou-se ao consenso de Filosofia em transformação, colocando-se em evidência a palavra ação. 
6. Apresentação da Revista: 
a. José: 
i. É necessária a organização. Trouxe uma proposta para organização. 
ii. É necessário organizar, primeiro, as funções.
iii. Editores, revisores, redação, diagramação, fotografia, comercial. 
iv. Aldo: penso que possamos pensar três momentos: edição (editoração e revisão), diagramação (e foto) e divulgação. 
v. Anísio: Defendeu que é necessário uma estruturação mínima para desenvolver uma revista com qualidade. Pois se iniciarmos sem ela é possível que o projeto morra rapidamente. 
vi. Chico: no momento, pensarmos a estrutura mínima para a online, depois, a em papel. 
vii. Marcos: é possível que a revista torne-se mais um blog de filosofia. É necessário que tenha ao menos um editor profissional. 
viii. Nayara: É necessário que tenha uma periodicidade definida. De repente, fazer uma edição especial par divulgar a produção do congresso. 
ix. Aldo: criar um Email para edição: os editores leem e mandam para (Hugo, Aldo e Chico) revisão (Chico, Djamila e Marcos), Divulgação: José Carlos, Ivo e Anísio. Diagramação (José Carlos, Alan e Junior).
x. Número de Páginas: de 20 a 25. 
b. José Carlos: Verificar a questão da marca do nome: Revista em transformação e ISSN. Hugo faz.
c. Lançamento da revista na primeira reunião regional. 
7. Cobrar as contribuições da APROFFESP. Os coordenadores regionais, devem dar exemplo no pagamento. 
8. Marcos pede esclarecimento para criar regional na leste 1. Faremos reunião nas regionais para auxiliar neste início de processo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Guia de Abordagem Didático

Textos Didáticos